sábado, 11 de outubro de 2014

COMISSÃO DA VERDADE... MAS QUAL VERDADE? por DANIEL FILHO parte 5

Foto: George Novaes 

Comissão para discutir os interesses... de quem?

Foi decidido, então, formar uma comissão para conversar com o ministro de forma mais clara e objetiva. Representações sociais se fizeram presentes. Um total de nove pessoas: piscicultor, índio da etnia pankararu, secretário, agricultor, Arbio, prefeito e imprensa.
Prefeito e o secretário Rogério Viana entraram primeiro para depois autorizar a entrada dos demais. Quando veio o administrador comunicar a liberação para o grupo entrar foi informado que só entrariam oito pessoas, número informado.

Foto: George Novaes

 Como, segundo um membro da comissão, a imprensa já estaria representada pelo blogueiro Assis ramalho, eu fui o escolhido a não entrar. Mais uma vez, participação vetada.
Entreguei a câmera para George.
As negociações levaram mais de uma hora e meia. E mesmo com pontos concordados e percepção de que a negociação havia avançado, um dos membros da comissão insistia que não aceitariam ligar as bombas.
O ministro pegou o contato da Arbio, se dispôs a uma nova reunião e informou que, de um jeito ou de outro, os testes aconteceriam. Afinal ele estava dialogando, mas o grupo não queria ceder.

Foto: George Novaes

O prefeito disse que levaria o resultado para o grupo decidir se manteria a ocupação. Estava claro que queria continuar com o movimento.
Em sua fala percebi os interesses que, se antes eram implícitos, ficou explícito.
Citou a gravação de tomadas do guia eleitoral da presidenta Dilma Rousseff no local, fato reproduzido pelo blog autorizado a participar da comissão, e mais a participação da grande mídia convocada pelo próprio. Segundo ele, estaria pra chegar até segunda-feira e, por isso, era importante serem vistos lá, se possível, com um número maior de adeptos. Pois, do contrário, toda sua iniciativa de expor o "grave problema" à mídia seria desmerecido, caso os jornais chegassem lá e não houvesse mais o movimento.
Faltava o "grande líder" convocar e conquistar a permanência da resistência.

continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário