segunda-feira, 3 de agosto de 2015

TODOS PELA EDUCAÇÃO... DESDE QUANDO?

Foto: De um leitor que prefere não se identificar

Sob o tema Petrolândia: Planejando a Próxima Década. Eu, Você e Todos pela Educação, vimos acontecer a Conferência Municipal de Educação onde a prefeitura mostrava avanços e se preparava para entregar à próxima gestão um alicerce para a construção de uma educação pública municipal de qualidade.
Foto: Assis Ramalho. Conferência para formulação
de um pacto para a educação na próxima década.
A última foi perdida
O prefeito sempre fez questão de enfatizar que tem DEZ ANOS para fazer acontecer. De fato. Aguardemos os próximos dez anos, pois a última década soa perdida.
Pouco mais de um mês após a conferência que, na teoria, mostra um compromisso assumido pelo gestor com a pauta, recebemos a denúncia do total descaso com a comunidade escolar da Escola Municipal Angicos, localizada na Agrovila um (01), do bloco um (01) do projeto Barreiras.
Enquanto a reforma da escola não é concluída cerca de vinte e duas (22) crianças dividem espaço em um cômodo de 3x3 metros quadrados. As que chegam cedo têm onde sentar as demais ficam sentadas no chão.
Não há conforto ou qualquer condição para um processo de aprendizagem adequado. Profissionais de educação estão inconformados, mas por temerem represálias, se calam.
Com um prazo de conclusão previsto para 120 dias, a contar do início do contrato (15 de Julho), apelamos à sensibilização do gestor, secretaria de educação, câmara de vereadores e órgãos competentes, para um olhar mais humano à condição dessas crianças e profissionais de educação. 
 

Local em que estão estudando as crianças
enquanto a reforma não está concluída


Eis o "espaço escolar


Placa, produzida de forma precária. Nessa o reconhecimento de que

 a obra conta com recursos do FUNDEB.


Ilustração do descaso