terça-feira, 22 de setembro de 2015

PINGUIM E A FRIA DE SER RESPONSÁVEL PELO SETOR DE TRANSPORTES DO MUNICÍPIO

Foto: Daniel Filho

 Estudantes da Escola Icó-Mandantes procuraram nosso blog e apresentaram vídeos que mostram alunos em duas situações iminentes de risco. Em dois vemos o ônibus com uma das rodas superaquecida, em outro mostram estudantes, crianças e adolescentes, das agrovilas 05, 06,07,09, 10 do Limão Bravo conforme descrição.

Assistam:
video


video

video

O Blog Gota d’água entrou em contato com João Alberto Cruz, mais conhecido como Pinguim, através do Whatsapp para que comentasse os vídeos e as reclamações. O mesmo afirmou que era uma situação muito difícil, pois Paulo Pires (antigo responsável pelo setor) deixou UMA BOMBA que estourou na mão dele, optei, então, pelo encontro que aconteceu ontem (21) na prefeitura que você acompanha aqui em duas partes:

DANIEL FILHO - Bom dia, Pinguim. Conta pra gente sobre essa tal bomba!
JOÃO ALBERTO “PINGUIM” – É o seguinte, Daniel, quando Lourival assumiu, a prefeitura só tinha quatro ônibus. Um do selo UNICEF, que Marquinhos ganhou, tinha os dois do estado pro Icó-Mandantes, que era convênio do governo do estado, município e CHESF, e mais um que doutor Simões comprou pra Escola Agropecuária. E os alugados, Dona Júlia e Jailson, que tem muitos anos que é da São Francisco. Aquele ônibus velho... Quer dizer, velho só no nome, porque é perfeito.
Lourival entrou e comprou mais quatro que é aquele negócio, o governo federal manda o dinheiro, mas você não pode comprar qualquer um, como o do modelo de Melinha...

DF - Tem que seguir o padrão do programa...
PINGUIM – É, segue o padrão. Só que esse padrão para a região Nordeste não é viável. É muito alto e duro como barra de ferro. Você já viu como o ônibus é ?

DF – Vi. Achei próprio para qualquer tipo de estrada...
PINGUIM – Mas não aguenta trepidação. Esses ônibus são cheios de sensores, aí o sensor pega poeira... Afeta tudo, apaga luz, acende luz... Ele não foi feito para andar nesse tipo de chão nosso. Foi feito pra serra, estrada cheia de buraco, areião... Você pode botar ele no areião que ele vai embora, mas trepidação ele não aguenta. O que tá acontecendo, Poliano assumiu, pegou ônibus novo. Tudo novinho pronto pra rodar, não se preocupou com revisão, pois tava tudo na garantia, 60mil quilômetros. Paulo Pires assumiu, comprou mais cinco ônibus novos. Esses piores ainda que os outros, pois esse é motor MAN... Em cima do motor tem uma caixa de fusível que parece uma teia de aranha... Resultado: ninguém se preocupou em fazer licitação depois da revisão. Fazia licitação normal dos outros ônibus, mas não se preocupou em fazer desse tipo de ônibus.

DF – E quem deveria ter feito era Paulo Pires?
PINGUIM – É... E fez, mas não fez pra esse tipo de ônibus. Aqui a gente não tem mecânico e nem eletricista, porque tem que ser credenciado da MAN. Mesmo que aqui tenha a peça, é preciso ligar pra autorizada, mandar o número do chassi, fazer o pedido e repassar... E a MAN é fica no Rio Grande do Sul. Um para-brisa você tem que comprar direto do Rio Grande do Sul, veja se pode isso...

DF – Pinguim, de onde saiu essa resolução? Pesquisamos e todas as resoluções dizem que compete ao município comprar as peças e dá liberdade de comprar onde quiser.
PINGUIM – Sim, mas acontece que aqui a gente não tem mecânico e nem eletricista.
DF – Petrolândia não tem mecânico e nem eletricista?
PINGUIM – Tem não... Pra esses ônibus tem que ser do sistema MAN. Não tem mecânico e nem eletricista credenciado.

DF – A trepidação afeta apenas os sensores, né? A parte mecânica funciona...
PINGUIM – A mecânica funciona. Mas quando esses sensores começam a falhar, acumula memória. É igual a um computador quando pega muito vírus. Então chega uma hora que trava mesmo, não liga. Então você vai atrás do mecânico, ele traz o computador, rastreia o sistema, exclui... Igual a um carro pequeno. Só que os mecânicos daqui não tem credenciamento.

DF – Mas porque o setor de transportes do município não fez esse credenciamento?
PINGUIM – Não tem como. Pra fazer tem que ter um mecânico... Se a gente tivesse um promotor pra dar o aval a Lourival para poder contratar uma empresa pra fazer chassi e mecânica, aí era mais fácil, mas Lourival não pode passar por cima do Tribunal de Contas... Se eu quiser consertar farol ou para-brisa eu tenho que levar pra Campina Grande ou Recife...

DF – Não sai mais barato fazer o tal credenciamento e concurso público para os cargos de eletricista e mecânico?
PINGUIM – Era isso que tinha que ser feito...

DF – E por que não faz? O município está sem promotor há pouco tempo, os problemas do transporte escolar vem de anos...
PINGUIM – O meu problema foi agora. Estou com cinco ônibus quebrados...

DF – Todos do Programa Caminho da Escola?
PINGUIM – Sim, todos. Aí veja, eu estou tentando com uma empresa de Serra Talhada, tentando localizar um rapaz que me dá toda a estrutura, mas é preciso que a documentação dele passe pelo Tribunal de Contas. Se passar eu vou gastar menos e ter garantia... Mais segurança. Aqui não. A empresa MAN dá garantia, mas eu tenho que mandar o ônibus pra lá. Aí é tempo e gasto.
Hoje se eu tivesse o direito de comprar as peças e consertar os carros em qualquer lugar, aí facilitaria. O problema é essa burocracia...

DF – Pinguim, insisto, a Lei nº 10.880, de 2004 e medida provisória 455/2009 a partir do decreto 6.768 dão total liberdade para o município fazer a manutenção. Não existe essa resolução que proíbe...
Pinguim – Tem...

DF - Onde? Que resolução é essa?
PINGUIM – É do Tribunal de Contas... Eu tenho que fazer licitação...

DF – mas peça você não compra individualmente? Licitação não é acima de R$ 8.000,00 (oito mil reais)?
PINGUIM – É...

DF – E tem peça acima desse valor?
PINGUIM – Desses ônibus, sim, porque tem que ser peça exclusivamente MAN...

DF – O que é essa MAN?
PINGUIM – Da fábrica de peças...

DF – É essa que é do Rio Grande do Sul?
PINGUIM – É.

DF – É essa que você diz que é do filho do Lula?
PINGUIM – É... Dizem, né? Dizem que é do filho de Lula... Não tenho certeza não...

DF – E só pode comprar lá...
PINGUIM – É. Se a gente usa peça similar dá problema...

DF – E qual seria o custo para consertar todos os ônibus?
PINGUIM – Em torno de R$50.000,00 (cinquenta mil reais)... Que é motor...

DF – Mas não é problema de motor...
PINGUIM – É.

DF – Em todos já têm problema de motor?
PINGUIM – Tem... Quer dizer, só um que não tem problema de motor... É sistema de caixa de marcha, esse aí dá uns cinco...seis mil reais, mas aí eu já gastei o que tinha direito dos R$8.000,00 (oito mil reais), aí não posso. Preciso contratar empresa... Dois tenho que fazer motor, outro é limpeza de bico... Um monte de coisa e aqui não tem quem faça.
Aí também tem outro problema com os ônibus alugados. O problema daquele vídeo com o pneu fumaçando. Fabrício é que é o dono, ele que botou água no rolamento pra esfriar. O que acontece, Janeiro e Junho é feita vistoria por empresa ligada ao DETRAN. Eu tenho toda a documentação aqui comigo da vistoria. O que acontece, o povo diz: “AH, é ônibus velho”. O de Jailson também é velho, mas o povo conserva. O que acontece com o pessoal do Icó: eles querem ônibus novo e não tem condição... Se você entra no ônibus da reta é banco cortado de estilete, no da cinco dos Mandantes é cadeira quebrada, cortada... É patrimônio deles e eles quebram, o motorista tem culpa? Ele pode ver isso?

Sobre a responsabilização dos estudantes para as condições precárias do transporte escolar você confere na próxima publicação. E ainda, as supostas quebras de contrato de Melinha e Givaldo que teriam trazido tamanho prejuízo para o município.



4 comentários:

  1. BOA NOITE DANIEL.
    POR GENTILEZA , DENTRO DAS POSSIBILIDADES ESCLARECER AOS LEITORES DO SEU BLOG SOBRE UMA CITAÇÃO FEITA NA ENTREVISTA COM O SR."PINGUIM" ONDE ELE CITA "JAILSON MUITOS ANOS DA SÃO FRANCISCO". VÁRIAS PESSOAS ME PROCURARAM E FIZERAM COMENTÁRIOS A RESPEITO DESSA ENTREVISTA. POR COINCIDÊNCIA MEU NOME É JAILSON E TRABALHO HÁ MUITOS ANOS NA SANFRANCISCO (GRUPO SANFRANCISCO). ALGUMAS PESSOAS ESTÃO ENTENDENDO QUE O "JAILSON" CITADO NA ENTREVISTA SOU EU. NA VERDADE HOJE NÃO TENHO NENHUM TIPO DE TRABALHO OU PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA PREFEITURA.

    MUITO GRATO NO ATENDIMENTO,

    JAILSON JORGE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela participação, Jailson. Seu posicionamento está aberto a todos para qualquer dúvida.

      Excluir
    2. Boa Tarde!!

      A citação feita na matéria se refere a ESCOLA SÃO FRANCISCO e não ao GRUPO SAN FRANCISCO, em Petrolândia eu conheço ao menos uns VINTE JAILSON, para esclarecer essa dúvida deveria ser relida a entrevista para não ocorrer essas falhas de um tipo de comentário desse, pois como essa pessoa não trabalha com transporte escolar e muito menos na ESCOLA SÃO FRANCISCO.

      GRATO,

      JAILSON DO ÔNIBUS, ESSE SOU EU, TRABALHO A 15 ANOS PRESTANDO SERVIÇO A PREFEITURA PRINCIPALMENTE A ESCOLA SÃO FRANCISCO

      Excluir
    3. realmente, não estou aqui querendo julgar ninguém mais esse pinguim ele só dar para prejudicar as pessoas pois eu estou sendo prejudico, oque ta acontecendo é q eu moro na zona rural é que as aulas das escolas estaduais de Petrolândia já começaram e esse pinguim disse que não vão mais transportar alunos do estado só vão transportar alunos do município disse que o governo do estado não estava repassando as verbas, e parou todos os ônibus escolares e disse que dia 15 de fevereiro começa as aulas do município e se for ter ônibus para zona rural vai ser só dos alunos do município os do estado não poderão andar junto com Elis e disse que não vai ter mais ônibus pros do estado e a gente esta aqui simplesmente perdendo aula mode (seu ninguém) e talvez possamos perder até o ano agente é dos brejinhos e das agrovilas 1 e 2 resolvam isso por favor, agente é que vamos pagar por uma coisa que não devemos... nos ajudem por favor...

      Excluir