terça-feira, 12 de janeiro de 2016

ELEIÇÕES 2016: CANDIDATURA ALTERNATIVA EM PETROLÂNDIA


O Partido dos Trabalhadores (PT), com apoio do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Movimento dos Sem Terra (MST), e Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) mantém firme a postura de ter candidatura própria a prefeito(a) nas eleições 2016 e amanhã dá início à construção do plano de governo.
A partir das 19h00minhrs, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), localizado na Rua Dantas Barreto – Petrolândia (próximo ao Mercado + Barato e Padaria Veneza), o Partido dos Trabalhadores (PT) convida a todos os interessados e simpatizantes a um novo projeto político para a cidade a comparecerem.
Natan Caetano, presidente do partido em Petrolândia, considera a candidatura como o “espaço dos insatisfeitos” debaterem qual o melhor projeto social para nosso município:
“Temos um município rico, com diversas potencialidades, mas sempre desperdiçadas. Juntos aos insatisfeitos com esse tipo de governo e com os que se apresentaram, até aqui, como pré-candidatos sem discutir na base, pretendemos construir uma candidatura popular. Representações da área rural e urbana numa construção coletiva em que nenhuma representação se sinta excluída”. Declarou Natan Caetano.
Os partidos, assim como movimentos sociais, optaram por ainda não apontar nomes por compreender que é preciso, antes, construir o plano de governo junto às representações sociais. “Nessa reunião iremos explanar porque optamos por ser essa alternativa, além de dar encaminhamentos como a formação de comissões por setores sociais, (educação, cultura, meio ambiente, agricultura, comércio, mobilidade urbana, segurança, juventude, direitos humanos...) para a construção do plano de governo que irá nortear nosso projeto.”

QUEM PODE PARTICIPAR?

Toda a população interessada em mudanças políticas reais. O partido não se fechou para coligações, mas não compreende como boa opção de renovação a imposição de nomes e chapas já formadas sem consulta.
A proposta é montar uma estratégia coletiva de caráter político-social construída pela troca de experiências, elaboração de diretrizes, avaliação constante da caminhada através de reuniões ordinárias e encontros.
Os que desejarem, por afinidade, compor algumas das comissões para elaboração do plano de governo, deverão tomar como pauta de discussão as demandas projetadas nas últimas conferências municipais, assim como fazer visitas às comunidades para percepção de novas demandas.

POR QUE NÃO COLIGAR COM OS QUE JÁ SE APRESENTARAM?

Compreendem que, além de não representarem a mudança social que Petrolândia precisa, não se veem como parte do projeto quando todas as peças já estavam montadas sem discussão com as bases sociais. O PT quer fazer o caminho inverso:
“Aqui não existe um presidente que determina para onde se vai, mas um grupo crescente em que todos têm vez e voz. Portanto, diferente das candidaturas postas até aqui, em nosso grupo qualquer pessoa pode ser o candidato ou candidata, desde que construa junto e assuma, perante os filiados, o compromisso de levar adiante o que for definido na coletividade.”
Sobre a coligação PT – PSOL, incomum ao cenário nacional, o presidente do partido em Petrolândia, Rômulo Soares Pedrosa, mostra entusiasmo ao justificar a coligação: “Compareci a uma primeira reunião do PT aqui na cidade e o que me empolgou foi perceber que tudo estava em aberto. Todos podiam falar, opinar e construir, logo, não tem como não desejar fazer parte de um grupo que está empenhado em construir um projeto político verdadeiramente popular, onde todos: idosos, jovens, professores, agricultores, artistas, comerciantes, igreja, comunidade LGBT, mulher, enfim, todos os recortes, podem se encontrar e, em harmonia, definir juntos para onde nosso município deve caminhar. Acreditamos nessa candidatura porque acreditamos na coletividade.”
A reunião de amanhã (13) será a primeira de diversas outras que, até Abril, deverá encaminhar os nomes, do executivo ao legislativo, que irão representar a candidatura do PT, PSOL e representações sociais nessas eleições.

O Blog Gota D’Água fará a cobertura de todo o evento.