segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O DESAFIO EM EXERCER O DIREITO DE IR E VIR EM PETROLÂNDIA

Imagens enviadas por leitores

Nossa equipe recebeu diversas mensagens e pode observar a frequência de acidentes que acontecem nas calçadas públicas de Petrolândia. Diversas ocorrências de quedas oriundas de tropeços nas vias públicas, tendo uma maioria de ocorrências entre idosos.
Por nunca ter se preocupado a se adequar às leis Lei nº 10.048 que dá prioridade de atendimento às pessoas com algumas necessidade especial e a Lei nº 10.098 que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade hoje a cidade oferece verdadeiros obstáculos aos pedestres. Calçadas irregulares e sem sinalização adequada, vias públicas obstruídas, e até mesmo obras construídas em calçadas, como denunciamos recentemente no blog e tivemos como resposta o embargo da obra (releia no link ao fim dessa matéria):

Conversamos com uma cadeirante que visitou nosso município:

“Sempre lidei bem com minhas limitações. Onde moro consigo me locomover sem necessitar da ajuda de ninguém, meu carro é adaptado, enfim, sempre me considerei independente, mas aqui senti-me realmente ‘impossibilitada’ e totalmente dependente de amigos, estranhos e familiares para me locomover.”

Há trechos na avenida dos três poderes em que o pedestre se vê obrigado a descer da calçada por conta dos obstáculos no percurso o que pode a vir a causar acidentes fatais.
Ciclistas também se queixam:

“Além de ser uma prática esportiva, o ciclismo é uma excelente alternativa de transporte para nós que não dispomos de transporte público coletivo, mas aqui em nossa cidade é muito arriscado. Já sofri um acidente grave por falta de sinalização e espaço adequado para nós ciclistas.”

Em tempos de eleição se faz importante a cobrança dos eleitores a seus candidatos e candidatas a celeridade da implantação de um projeto de mobilidade e acessibilidade que conta com recursos específicos do governo federal.

MATÉRIAS E LINKS RELACIONADOS AO TEMA:

Obra embargada em Petrolândia após denúncia em nosso blog:

MOBILIZE:




Nenhum comentário:

Postar um comentário