domingo, 19 de fevereiro de 2017

BLOG GOTA D’ÁGUA ENTREVISTA COM EXCLUSIVIDADE ROGÉRIO NOVAES

Imagens: Acervo pessoal

O Blog Gota D’Água convidou o ex-vereador e candidato a vice-prefeito, na chapa com Fabiano Marques, Rogério Novaes, a conceder uma entrevista para que pudesse falar sobre as denúncias que vem publicando em sua rede social. Transporte escolar quebrado,  merenda vencida, falta de fardamento, ausência de coleta de lixo. 
Foram debatidos ainda temas como as obras da BR 110, conhecida “reta do Mirim”, avaliação dos primeiros dias de gestão de Ricardo Rodolfo, polêmica sobre mutirão da limpeza na orla fluvial e mais.
A entrevista foi dividida em três partes. Acompanhe aqui a primeira:

Daniel Filho - Vimos em seu perfil na rede social facebook uma grave denúncia sobre a quebra de dois ônibus escolares, um deles tendo a roda traseira solta no trajeto... Poderia comentar mais sobre o fato?
Rogério Novaes – Primeiramente quero agradecer por mais uma vez estar participando do Blog Gota D’Água. Nossa última conversa aconteceu há uns dois anos quando eu ainda era vereador, mas hoje falo como cidadão e vou continuar representando os interesses do povo. Sobre os ônibus... Fomos a uma reunião no dia anterior com o diretor da área, Joilton, e naquela reunião de pais e mestres, por incrível que pareça, um dos assuntos mais abordados foi o transporte escolar. Antes de iniciar as aulas a gente havia dito que não gostaria de ver nossos filhos andando na mesma frota, pois já está sucateada, ano passado teve um monte de problemas e rendeu muitas matérias para vocês blogueiros... Mas infelizmente o novo gestor disse que tinha uma nova empresa, porém os ônibus são a mesma sucata e não somente eu como os outros pais falaram disso... No outro dia, não sei se por azar ou ironia do destino, quebram dois, onde um ‘sai a roda fora’, quebrando a base do semieixo... Poderia ter causado um acidente grave, mas graças a Deus nada aconteceu com as crianças. Mas infelizmente nossas crianças continuam recebendo esse tipo de atendimento: ônibus sucateado. Pior que o prefeito tem conhecimento, porque se ele disser pra mim que não tem conhecimento eu vou revidar um pouco mais forte. Não estou aqui para criticá-lo ou provoca-lo, estou aqui para mostrar as deficiências. Disse a ele quando veio aqui em minha casa que eu o ajudaria voluntariamente e meu trabalho de voluntário é mostrar os problemas para buscar as soluções.

DF - Também a partir de sua rede social você denunciou o descaso com o recolhimento do lixo no Limão Bravo. O que está acontecendo?
RG – Olha, graças a Deus hoje temos esse meio de comunicação, a internet, para o pessoal da área rural poder fazer suas denúncias e eu uso nossa página no facebook pra mostrar toda a nossa indignação... A coleta de lixo, assim como a situação dos ônibus, não é segredo e nem a primeira vez que acontece. A gestão anterior já deixava a desejar e sabemos o motivo.
Desde 2000 que foi feito um convênio entre Chesf e prefeitura e tínhamos o transporte para fazer a coleta de lixo, assim como o carro fossa... Só que os carros de hoje ainda são os mesmos da época do convênio. São dezessete anos com estradas em péssimas condições, quer dizer, nem temos estradas, temos acessos. Não há carro que aguente rodar mais do que três ou quatro anos nessa situação. Então a gente fica indignado... Aqui a coleta de lixo não acontece a mais ou menos trinta dias e tenho certeza que é porque o carro está quebrado.
Os contêineres estão todos abarrotados... O povo já não está mais colocando lá. Voltaram a queimar o próprio lixo o que acaba por prejudicar a natureza, pois não é a melhor forma. Na mídia se espalha que Petrolândia é um exemplo, que tem aterro sanitário, mas pra gente daqui não serve em nada. Aqui no Icó-mandantes continua o descaso que era antes.
Fico triste quando sou criticado por cobrar... Dizem que eu não posso cobrar porque o prefeito só tem dois meses de governo, ora, mas ele mesmo não cita Dória (prefeito de São Paulo) como um grande exemplo de gestor? E Dória também não só tem dois meses? E é prefeito de uma grande metrópole. Então aqui não me venha falar em crise que é outra coisa que me deixa indignado. Nossa cidade pequena e ainda teve uma arrecadação esse mês acima de R$6.000.000,00 (seis milhões de reais), segundo o vereador professor Evaldo. Então façamos uma conta rápida: seis milhões, dividido para trinta e cinco mil habitantes... Não acredito que essa renda per capita seja ruim não. O que está faltando é planejamento. Chegamos ao absurdo de ter uma folha de pagamento que consumia quase 60% de nossa receita, o atual prefeito diz que vai demitir, mas já está contratando para cargos que acho desnecessários. Então não acredito que ele vá baixar a folha de pagamento como afirmou em entrevista.

DF - Como iniciaram as escolas da área rural seu ano letivo?
RG -  Falar a verdade começou como vem começando nos últimos três anos. Sem merenda escolar, sem transporte escolar, sem fardamento... Então começou parecido como na última gestão. Falaram de licitação. A merenda depois chegou, mas não chegou como deveria ter chegado, alguns itens, inclusive, com prazo de validade vencido. Ainda temos escolas que passaram por reforma ano passado, mas ainda estão sem acabamento e nem ventiladores. Esperamos que mude, temos esperança de ser um governo diferente, mas começou como o outro gestor.

DF - Acredita que essas falhas estão ligadas a uma continuidade de descaso do governo anterior ou se trata de um início bagunçado de uma nova gestão?
RG – Olha, Ricardo começou com muita vontade e disposição e isso precisamos aproveitar dele enquanto sociedade. Mas ele precisa reconhecer que está muito jovem na política. Ele não pode levar a política como ele levava a igreja. A igreja eu sei que ele administrou muito bem, ele inclusive sempre declara que é filho de Deus e eu acho que todos nós somos, mas política e igreja são duas coisas muito diferentes... Acredito que tem coisa da igreja que dá para se aproveitar na política, essa disposição dele, por exemplo, mas geralmente juntar igreja e política não dá certo.
Caminhando a gente escuta muita gente criticando porque ele só está chamando gente da igreja dele para trabalhar, acredito que ele está chamando quem ele confia, porém esses têm que mostrar serviço independente de onde venham. Mas digo uma coisa que não gostei, trazer de fora pessoas que estavam fora do nosso convívio, de nossa realidade para exercer funções em altos escalões, mas que não conhecem as pessoas e suas necessidades e por isso estão “voando”.
E digo que se ele não se alinhar a coisa vai piorar porque tudo que se começa errado dificilmente não vai terminar errado. Quando você começa uma casa com alicerce torto pra acertar a parede lá em cima...não dá esquadro mais nunca.


Na segunda parte da entrevista o ex-vereador comenta sobre a situação do distrito Icó-Mandantes e obras da reta do mirim.

Um comentário:

  1. Lamentável no brejinho O transporte escolar também não mudou nada.

    ResponderExcluir