sexta-feira, 12 de maio de 2017

MAIS QUE FINANCIAR UM SONHO. FINANCIAR A RESISTÊNCIA

Mariana Tavares
Acervo Pessoal

O Blog Gota D’Água reproduz e apoia a campanha de financiamento coletivo para auxiliar a jornalista Mariana Tavares a realizar o sonho de cursar mestrado em Antropologia e Sociologia do Desenvolvimento. Conheça um pouco de sua história e saiba como ajudar

Em 1959, ao completar 100 anos, Sebastiana Sylvestre Correa recordou ao jornal Correio Popular de Campinas a conquista de sua liberdade após os amargos anos como escravizada. Seu sonho era aprender a ler, e seu desejo pela educação inspirou as gerações seguintes de sua família.

Sebastiana Correa, aos 100 anos. 

A tataravó de Mariana foi escravizada, 

sonhou aprender a ler 

Mariana Tavares é sua tataraneta, e realiza um dos sonhos de sua ancestral indo muito além do que ela imaginava. A jornalista negra de 24 anos foi recentemente aceita para cursar Mestrado em uma respeitada instituição em Genebra, na Suíça. A primeira da família a ir tão longe.
A estudante pretende se especializar na área de Cooperação Internacional e Desenvolvimento, e quer pesquisar raça e gênero durante o período na Europa.
O Mestrado em “Antropologia e Sociologia do Desenvolvimento” no “Graduate Institute of International and Development Studies” dará uma bolsa parcial para a estudante que cobre 75% dos de todos os custos dela no país.
Para continuar realizando esse desejo antigo, no entanto, foi necessário passar o chapéu. A jornalista abriu uma campanha de financiamento coletivo para conseguir os R$ 10.000 reais que a separam da Suíça.
O objetivo de Mariana está muito próximo, e ela confia que a campanha dará certo: “Tenho esperança de que com o financiamento coletivo eu vou conseguir realizar esse sonho”.
Você pode contribuir até o dia 7 de julho com qualquer valor clicando no link abaixo:

Texto / Solon Neto
Edição de Imagens / Alma Preta
Imagens / Arquivo Pessoal e Divulgação