domingo, 16 de junho de 2019

VOZ E VEZ DO LEITOR: FALTA D’ÁGUA À BEIRA DO RIO SÃO FRANCISCO

Imagem: reprodução


O Blog Gota D’Água recebeu uma mensagem de apelo. Moradores da agrovila 6 do assentamento Antônio Conselheiro 1 estão sem água a mais de dois meses. O morador, que prefere não se identificar, relatou:

“Amigo mais uma vez estou precisando de ajuda não só pra mim e sim pra vários moradores da agrovila 6 do assentamento Antônio conselheiro . Estamos com problemas de falta de água pois a bomba queimou e também a emergia da bomba tá cortada. Já estamos sem água a mais de dois meses eu acho isso um absurdo porque tem gente que tá devendo cinco papel da bomba e fala que não vai pagar a emergia tá cortada a bomba foi tirada do poço e até agora ninguém da uma explicação ninguém mais fala sobre a bomba eu e o povo quer saber aonde tá a bomba?
Aqui na nossa agrovila tinha duas bomba mais infelizmente sumiu o gato comeu ninguém sabe ninguém viu. Agora o povo tá sofrendo sem água.
O pior de tudo é a humilhação quando alguém daqui vai na prefeitura pedir um pipa de água falam pra esperar três meses porque tem muita gente na frente. Agora eu faço uma pergunta os responsáveis pelo carro pipa será que ele passa três meses com sede? Aqui na agrovila só somos lembrados tempo de política depois todos somem. Também falaram que estão mandando água pra botar aqui nas caixas comunitárias, mas aqui não tem caixa comunitária, infelizmente não temos. Aqui só Deus por nós.
Amigo não quero me identificar peço que por favor me ajudem.”

As famílias moradoras do assentamento estão no território de Tacaratu, ainda que usem a maioria dos serviços sociais de Petrolândia. O Blog Gota D’Água há anos denuncia o descaso e lentidão acerca da resolução dos problemas oriundos da territorialidade.

FALECEU HOJE ANTÔNIO MARQUES, LIDERANÇA DO CAMPO

Imagem: Acervo


Hoje (16) faleceu Antônio Marques dos Santos, liderança do campo que já presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Afogados da Ingazeira e dirigente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (FETAPE).
A Federação prestou homenagem reproduzida a seguir:

“Eu sou terra, eu sou a vida, do meu barro primeiro veio o homem, de mim veio a mulher e veio o amor, veio a árvore, veio a fonte, vem o fruto e vem a flor, sou a razão da tua vida, de mim viestes pela mão do criador e a mim tu voltarás no fim da sua lida e só em mim acharás descanso e paz”. (trecho poema Cântico da Terra, de Cora Coralina)
Neste dia 16 de junho de 2019, as porteiras do céu se abram para receber mais um filho ilustre, Antônio Marques dos Santos, nascido no Sítio Poço Dantas, em Tabira, no dia 26 de fevereiro de 1937. Ainda jovem, iniciou sua vida junto com aos primeiros sindicatos do Sertão. Um homem sempre colocou a luta coletiva acima dos interesses individuais, que descobriu a importância do Sindicato na mobilização da construção da Barragem de Brotas, em 1973, porém, se formou como verdadeira liderança na grande seca de 1979.
Iniciou a luta sindical aos 22 anos, foi presidente do Sindicato de Afogados da Ingazeira e dirigente da Fetape durante 20 anos, onde presidiu no período de 1998 a 2002. Tinha muita preocupação com a renovação no Movimento Sindical e por isso foi um grande incentivador da participação da juventude.
Integrava a Academia Sindical, representando o Polo Sindical do Pajeú desde o ano de 2013.  Sua história de luta se mistura com a história de luta da Fetape, seu jeito simples, porém firme, e sua humildade o fez uma liderança respeitada para além do Movimento Sindical. No livro: “O Campo, lugar de viver, ver e transformar”, uma homenagem às memórias vivas da Academia Sindical da Fetape, deixou uma importante lição vida: “A verdadeira liderança é aquela que respeita e é respeitada. Se ela não respeita as pessoas, não é liderança”.
Para todos e todas que hoje integram a Fetape é motivo de grande orgulho poder ter convivido com Seu Antônio Marques. Sabemos que essa vida é apenas uma passagem e que ele com sua história de vida sempre será uma inspiração para a luta dos trabalhadores e trabalhadoras.
Antônio Marques Presente!
Direção da Fetape

Em nota o deputado federal Carlos Veras (PT) se pronunciou:
É com pesar que tomamos conhecimento hoje (16/6) do falecimento do companheiro e conterrâneo Antônio Marques dos Santos. Uma grande liderança que sempre colocou a luta coletiva acima das aspirações pessoais. Foi presidente do Sindicato de Afogados da Ingazeira e dirigente da Fetape durante 20 anos. Sua história de vida se mistura com a luta das trabalhadoras e dos trabalhares rurais. Aos familiares nossos sentimentos e que a fé na vida supera a dor da perda já que a saudade será eterna! Antônio Marques Presente!

O deputado estadual Doriel Barros (PT) também se pronunciou:
"Foi com grande pesar que recebi a notícia do falecimento do companheiro de luta sindical Antônio Marques, ex-presidente da Fetape, na madrugada deste domingo. Antônio era uma importante liderança do Sertão do Pajeú. Deixo aqui minhas sinceras condolências à família e aos amigos por essa inestimável perda. Antônio Marques, presente!"

EM ITACURUBA MANIFESTANTES DIZEM NÃO À CONSTRUÇÃO DE USINA NUCLEAR


Imagem: PROVIDA


Manifestantes que se opõem à instalação de uma usina nuclear no município de Itacuruba saíram em caminhada de Mirandiba à Carnaubeira da Penha desde a manhã de ontem (15) e encerramento hoje (16) no município de Itacuruba.

Imagem: Daniel Filho

A caravana teve apoio da Diocese de Floresta, Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (Fetape), ONG ProVida, ONG Vida de Salgueiro, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Sindicatos Rurais (STR) de vários municípios, Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTEPE), Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolândia (SINSEMP) associações de pescadores, agricultores e comunidades tradicionais indígenas e quilombolas.

DO QUE SE TRATA?

Imagem: Daniel Filho

Estudos de órgãos federais consideram Itacuruba como o local apropriado para abrigar uma usina nuclear na região Nordeste, em virtude da aproximação com o rio São Francisco. De acordo com declarações do Ministério de Minas e Energia do Governo Federal, a energia nuclear seria importante para manter a matriz energética do país. Porém, a instalação da usina pode trazer impactos para a vida de comunidades quilombolas e povos indígenas. Caso seja concretizada, a proposta implicará em expulsão desses povos tradicionais de seus territórios.
Segundo o diretor de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Pernambuco (Fetape), Adimilson Nunis, a construção de uma usina nuclear trará transtornos e insegurança para a população local, que temerão pela própria vida com a instalação de um empreendimento do porte de uma usina. “Como vamos viver com uma usina nuclear? Será que vão querer comprar nossa produção agrícola, agropecuária e a pesca? Achando que tudo está contaminado. Se houver vazamento, contaminar as águas do rio São Francisco? Fora as questões psicológicas para as pessoas”, pontua o diretor.

Imagem: Daniel Filho

De acordo com artigo da revista New Scientist publicado no site do Instituto de Pesquisa Agropecuária (IRPAA), as usinas nucleares são consideradas lixos radioativos. O Brasil não possui um depósito seguro para depositar dejetos. Acidentes de graves proporções já ocorreram no mundo. Um deles foi o acidente da Usina nuclear de Chernobil, na Ucrânia, onde 4 mil pessoas foram contaminadas por uma nuvem radioativa que se espalhou atingindo pessoas, animais e o meio ambiente. No Brasil, em 1987, milhares de pessoas foram afetadas pela contaminação do Césio 137, em Goiânia (GO).

RESISTIR PARA CONTINUAR EXISTIR

O ato foi encerrado com manifestações culturais e pronunciamentos de autoridades e lideranças. O deputado estadual Doriel Barros (PT) esteve presente e firmou compromisso de não deixar passar essa construção. Vereadores, vice-prefeito de Itacuruba, lideranças religiosas garantem que irão permanecer em alerta para evitar a tragédia anunciada que põe em risco não apenas o município, mas toda região.
Fontes: Brasil de Fato e site Provida

Imagem: Daniel Filho





quinta-feira, 13 de junho de 2019

CONFLITO NO CAMPO: MAIS UMA LIDERANÇA ASSASSINADA

Imagem: Divulgação


Na tarde desta terça-feira (11), Carlos Cabral Pereira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Rio Maria, na região sudeste do Pará, foi assassinado. De acordo com testemunhas, dois homens em uma moto preta teriam disparado contra o ativista. Fontes da Comissão Pastoral da Terra (CPT) confirmaram o homicídio.
Cabral foi atingido por quatro tiros, dois desses na cabeça e morreu a caminho do hospital municipal de Rio Maria. O ativista já havia sido alvo de um atentado, em 1991, quando também foi baleado em uma emboscada.
Em nota o senador Paulo Rocha (PT) declarou:

Lamentamos profundamente a morte do companheiro Carlos Cabral, líder do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR) de Rio Maria. Ele foi assassinado no munícipio nesta terça-feira (11).
Carlos já havia sofrido duas tentativas de emboscada de fazendeiros na Reserva de Apyterewa, no município de São Félix do Xingu, segundo lideranças da STTR de Rio Maria.
Esperamos que todas as circunstâncias desse crime bárbaro sejam totalmente esclarecidas.
É importante destacar que Carlos Cabral é o terceiro presidente deste sindicato a ser morto no exercício do cargo.
Carlos era genro de um dos ex-presidentes do STTR de Rio Maria: João Canuto, que foi assassinado há 33 anos por pistoleiro a mando de um fazendeiro. A própria Luísa Canuto, com quem Carlos foi casado, também perdeu dois irmãos pelas balas do latifúndio: Paulo e José Canuto.
Expedido Ribeiro de Souza, que sucedeu a João Canuto à frente do sindicato, foi morto no dia 3 de fevereiro de 1991 também vítima de emboscada. Um mês após esta tragédia, Carlos Cabral sofreu um atentado, mas escapou com vida.

O VESTIBULAR CESVASF COM INSCRIÇÕES ABERTAS: ENGENHARIA AGRONÔMICA, ADMINISTRAÇÃO, EDUCAÇÃO FÍSICA E FARMÁCIA

Imagem: Divulgação


O curso de Bacharelado em Engenharia Agronômica do CESVASF foi autorizado pelo Conselho Estadual de Educação de Pernambuco, além dos cursos administração, educação física e farmácia.

Realize a inscrição online até o dia 11 de julho de 2019, através do site: http://www.cesvasf.com.br/vestibular
.
A prova acontecerá no dia 14 de julho (domingo), das 8h às 12h. Abaixo edital:



CÂMARA DE VEREADORES DE PETROLÂNDIA LANÇA MOÇÃO DE REPÚDIO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Imagem: Alex Santos


Foi apresentada na última quarta-feira (12) durante Sessão Ordinária realizada no anexo da Câmara Municipal de Petrolândia, a Moção de Repúdio nº 018/2019 contra a Reforma da Previdência. A seguir o texto na íntegra:

A Câmara de Vereadores do Município Petrolândia, Estado de Pernambuco, através do Corpo Deliberativo, abaixo subscrito, vem a público, REPUDIAR A PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL – PEC 06/2019- A REFORMA DA PREVIDÊNCIA encaminhada pela Presidência da República.

JUSTIFICATIVA

A proposta apresentada no Congresso Nacional retira os direitos da classe trabalhadora deste país, diminui o volume de recurso que movimenta a economia no município, reduz o valor dos benefícios dos trabalhadores e trabalhadoras e, ainda, não garante acesso à aposentadoria, não mexe com a tributação das grandes fortunas/heranças, não revisa as isenções e desonerações de empresários que não contribuem para a Previdência Social e nem cobra a dívida dos grandes devedores.
Os dados, por sua vez, mostram que 70% (setenta) dos pequenos municípios têm como pilar da economia local os recursos pagos pela Seguridade Social – saúde, assistência social e previdência – (aposentadoria, pensão, amparo ao idoso e à pessoa com deficiência, salário maternidade, auxilio doença, etc, além do bolsa família).
Neste contexto, a PEC 06 traz como uma das medidas mais perversas, o aumento da idade da aposentadoria dos trabalhadores de 55 para 62 anos para as mulheres, e de 60 para 65 anos para os homens, exigindo 20 anos de contribuição mínima e para receber apenas 60% da média dos valores de contribuição, prejudicando diretamente os segurados.
Isto posto, considerando os dados oficiais da ANFIP (Associação Nacional dos Auditores Fiscais) na Seguridade Social não há o déficit como divulga o governo, pois calculam as arrecadações e despesas sem seguir o que determina a nossa Constituição Federal de 1988 em seu artigo 195. A Previdência Social é um direito fundamental e REPRESENTA a garantia de uma proteção universal e solidaria para, o momento em que o indivíduo se encontrar em situação vulnerável, garantindo a cobertura social.
Esta MOÇÃO tem por finalidade chamar a atenção para a afronta aos direitos constitucionalmente assegurados diante das novas regras propostas para a Previdência Pública brasileira e para o risco de aprovação PEC 06/2019, que caracterizará um grande retrocesso aos direitos fundamentais dos trabalhadores urbanos e rurais, aos idosos e deficientes e, principalmente às mulheres que são as maiores penalizadas com as mudanças.
É inaceitável uma Reforma da Previdência, que viole os direitos e garantias fundamentais, e que poderá degradar as condições de vida da população brasileira, justamente em momentos essenciais, quando o desamparo requer a prestação de benefícios diversos pelos Governos e ainda gerando o empobrecimento da sociedade e dos municípios.
Desta forma, com base nos motivos acima elencados, a Câmara de Vereadores do município de Petrolândia/PE, vem REPUDIAR e ainda pedir aos Deputados Federais e Senadores que votem contra a PEC 06/2019, e pela manutenção de direitos já conquistados.
Sala das Sessões, em 12 de Junho de 2019

Corpo Deliberativo:

Joilton Pereira da Silva
Presidente/Vereador PTB

José Luiz dos Santos
Vice-Presidente/Vereador PTB

Evaldo José do Nascimento Araújo
1º Secretário/ Vereador PSD

Antônio Pereira de Barros
Vereador SD

Delano Santos de Souza
Vereador PSB

Erinaldo Alencar Fernandes
Vereador PSB

Eudes José da Silva Fonseca
Vereador PV

Enilson Luiz da Silva (ausente)
Vereador PSDC

Jorge Lino Viana
Vereador PSL

Lourival Joaquim de Lima
Vereador PC do B

Silvio Rogério da Silva
Vereador SD

MAIS UMA DERROTA DO GOVERNO BOLSONARO: DERRUBADO DECRETO QUE FLEXIBILIZA PORTE DE ARMAS

Imagem: Alessandro Dantas



Em mais uma derrota do governo Bolsonaro (PSL), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado rejeitou, nesta quarta-feira (12), pelo placar de 15 votos a 9, o parecer do senador Marcos do Val (Cidadania-ES) em defesa dos decretos presidenciais que expandiram o porte de armas de fogo no país, flexibilizando as normas do Estatuto do Desarmamento. A pauta será avaliada pelo plenário.
Do ponto de vista técnico, a análise da CCJ recai sobre a admissibilidade do decreto, que foi considerado pela maioria dos senadores como inconstitucional e ilegal. 

O DIA EM QUE O PAÍS VAI PARAR

Imagem: Léo Lins



Amanhã, 14 de Junho, acontecerá a GREVE GERAL contra a Reforma da Previdência em todo país. As paralisações, convocadas pelas centrais CUT, CTB, CGTB, UGT, Nova Central, Conlutas, Força Sindical, Intersindical e Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), com apoio das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, convocaram bancários, professores, metalúrgicos, trabalhadores da Educação, estudantes e docentes de universidades federais e estaduais, trabalhadores da saúde, de água e esgoto, dos Correios, da Justiça Federal, químicos e rurais, portuários, agricultores familiares, motoristas, cobradores, caminhoneiros, eletricitários, urbanitários, vigilantes, servidores públicos estaduais e federais, petroleiros, enfermeiros, metroviários, motoristas de ônibus, previdenciários e moradores de ocupações por todo o Brasil.

REGIÃO DE ITAPARICA VAI PARAR?

No sertão, submédio São Francisco, o ato acontecerá em Petrolândia. A partir das 07h00min sindicatos, movimentos sociais, partidos, população iniciarão concentração na praça da Quadra 13. O ato seguirá em caminhada até o Mercado Público onde acontecerá panfletagem e falas das principais lideranças do município e região acerca dos prejuízos caso a reforma seja aprovada.
Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores também apoiam o ato.

segunda-feira, 10 de junho de 2019

CÂMARA DEBATE A AMPLIAÇÃO DO NÚMERO DE VEREADORES EM PETROLÂNDIA

Imagem: Divulgação


Segundo informações o vereador Nilson Pescador apresentará na próxima reunião ordinária (12) proposta de emenda à Lei Orgânica que amplia de 11 para 13 vereadores para a próxima legislatura.
A proposta respeita o art. 29 da Constituição Federal, juntamente com a Emenda nº 58, de 2009, define no inciso IV um número máximo de vereadores conforme o número de habitantes do município. Petrolândia tem uma população acima de 30.000 habitantes e já poderia ter acatado a decisão desde a última eleição em 2016.

AUMENTAR O NÚMERO DE VEREADORES ELEVAM OS GASTOS DO MUNICÍPIO?

Não. O argumento utilizado para não cumprir o que determina a C.F é falso.
Com a promulgação da Emenda Constitucional nº 58, houve a modificação do percentual referente à receita do município a ser repassada para a Câmara Municipal. Desta forma o art. 29-A da Constituição Federal passou a vigorar com a seguinte redação:

Art. 29-A. O total da despesa do Poder Legislativo Municipal, incluídos os subsídios dos Vereadores e excluídos os gastos com inativos, não poderá ultrapassar os (...) percentuais, relativos ao somatório da receita tributária e das transferências previstas no § 5º do art. 153 e nos arts. 158 e 159, efetivamente realizado no exercício anterior.

No caso do município de Petrolândia o valor destinado aos custos da Câmara é de 7% (sete por cento). Aumentando o número de vereadores esse valor não se altera, mas a administração precisará readequar os mesmos gastos de 11 com 13 vereadores.

EM NOVAS MENSAGENS MORO RELATA CONVITE DE BOLSONARO ANTES DA ELEIÇÃO

Imagem: Divulgação


O jornalista norte-americano Glenn Greenwald afirmou que, em mensagens que ainda não divulgou, o então juiz federal Sergio Moro relatou convite de Jair Bolsonaro (PSL) para o Ministério da Justiça, do qual Moro hoje é titular, antes mesmo de vencer a eleição. Greenwald é cofundador do site The Intercept Brasil e um dos autores das reportagens que publicaram conversas de integrantes da Lava Jato no Paraná no Telegram -- um aplicativo de mensagens. Ele diz que ainda há mais conteúdo a ser divulgado.
O convite a Moro provocou divergências entre integrantes da Lava Jato em Curitiba. De acordo com o jornalista, mensagens no grupo dos procuradores mostra que alguns membros alertaram sobre as consequências negativas que a ida do ex-juiz para o Executivo poderia causar.

Fonte: UOL

OAB RECOMENDA AFASTAMENTO DE MORO E DALLAGNOL

Imagem: Divulgação


O site The Intercept publicou, e continuará publicando, uma série de reportagens com vazamentos de áudios, vídeos e transcrições de conversas envolvendo o então juiz federal e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador da Força-Tarefa da Lava Jato Deltan Dallagnol neste domingo (9), o que corrobora a tese de que Luís Inácio Lula da Silva é preso político e a intervenção do poder judiciário para alterar os resultados das eleições que elegeram Jair Messias Bolsonaro.
O caso teve destaque na imprensa internacional e pôs em xeque a democracia brasileira. O diário argentino Página/12 apelidou caso de "Brasilgate”, em alusão a Watergate, invasão da sede do partido democrata norte-americano em 1972. O escândalo, revelado pelo jornal Washington Post, levou, em 1974, à renúncia do então presidente dos EUA, Richard Nixon.
Hoje (10) o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), após um longo debate, recomendou o afastamento do ministro Sérgio Moro e dos procuradores da Lava Jato. A seguir nota na íntegra:

"O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais, por deliberação unânime, manifesta perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da república e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito.
É preciso, antes de tudo, prudência! A íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal – com todo o plexo de direitos fundamentais que lhe é inerente –, seja formado juízo definitivo de valor.
Não se pode desconsiderar, contudo, a gravidade dos fatos, o que demanda investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condução de ações penais no âmbito da operação lava-jato. Este quadro recomenda que os envolvidos peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita.
A independência e imparcialidade do Poder Judiciário sempre foram valores defendidos e perseguidos por esta instituição, que, de igual modo, zela pela liberdade de imprensa e sua prerrogativa Constitucional de sigilo da fonte, tudo como forma de garantir a solidez dos pilares democráticos da República.
A Ordem dos Advogados do Brasil, que tem em seu histórico a defesa da Constituição, da ordem jurídica do Estado Democrático e do regular funcionamento das instituições, não se furtará em tomar todas as medidas cabíveis para o regular esclarecimento dos fatos, especialmente junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), Procuradoria-Geral da República (PGR), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), reafirmando, por fim, sua confiança nas instituições públicas".

sábado, 8 de junho de 2019

BRIGADA MARIA DA PENHA: A GUARDA MUNICIPAL COMO INTRUMENTO EM DEFESA DA MULHER

Imagem: Mandy/Diário de Pernambuco


A Brigada Maria da Penha é um braço da Guarda Municipal do Recife para prestar assistência e proteção às mulheres vítimas da violência doméstica e familiar, sob medida protetiva, atendidas no Centro de Referência Clarice Lispector.
A brigada tem duas equipes formadas por homens e mulheres que se revezam em plantões de 12h por 36h. A principal arma do grupo é o comprometimento com a garantia de direitos das mulheres. Carregam também uma arma de choque e um cassetete. Outra ferramenta indispensável é o contato por telefone, que liga as equipes diretamente às mulheres vítimas.
O serviço completou um ano em março e nos primeiros três meses deste ano já acompanhou 150 mulheres encaminhadas pela equipe do Clarice. Além das chamadas de emergência e rondas nas imediações da residência das vítimas para monitorar se há descumprimento da medida protetiva por parte do agressor, a brigada também acompanha a equipe técnica da Secretaria da Mulher, a qual o Clarice está ligado, nas atividades internas e externas de atendimento às vítimas, como ouvidas em delegacias, audiências na Justiça e visitas domiciliares. O acompanhamento só acaba quando a mulher assina um termo onde deixa clara essa decisão. As visitas às mulheres podem acontecer até mesmo uma vez por semana, a depender da gravidade das ameaças.
O exemplo pode e precisa ser adotado em todos os municípios.

SINAIS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER:

Diminuir sua opinião
Mentir
Mexer em suas coisas
Culpar você por tudo
Chamar você de louca
Humilhar você em público
Chantagear
Assediar
Intimidar/ameaçar
Controlar/proibir
Destruir bens pessoais
Forçar uma relação sexual
Bater
Confinar/aprisionar
Ameaçar de morte

Fonte: Secretaria da Mulher do Recife/Diário de Pernambuco
                                                                                  

sexta-feira, 7 de junho de 2019

ALDEIA ANGICO PANKARARU CONVIDA




Amanhã (8), na aldeia Angico/Pankararu, a partir das 11h00min acontecerá evento festivo com sorteios e a atração musical “Kinho dos teclados”.
A organização convida toda população.

MAIS UM MILITANTE DO MOVIMENTO SEM TERRA ASSASSINADO

Imagem: reprodução



O camponês Aluciano Ferreira dos Santos, 41, foi assassinado por pistoleiros na cidade de Brejo da Madre de Deus, enquanto se dirigia à rádio comunitária onde participaria de um programa de rádio. Em 2009, Aluciano esteve no conflito de terra na fazenda Jabuticaba, quando foi preso junto com mais três militantes, acusado pelo assassinato de quatro pistoleiros que invadiram o acampamento na intenção de cometer uma chacina. Devido a esse conflito, Aluciano esteve preso injustamente durante oito anos.
Os dados publicados no caderno Conflitos no Campo de 2018, registrados pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), divulgados em maio de 2019, mostraram um aumento de quase 36% de pessoas envolvidas em conflitos, o que representa, aproximadamente, um milhão de pessoas atingidas por conflitos no campo brasileiro no ano passado.

No que se refere especificamente a conflitos referentes à questão da terra, foi observado um crescimento de 11% em relação ao ano anterior. O documento elaborado pela CPT denuncia, também, que em 33 anos, 1.938 trabalhadores foram assassinados em conflitos no campo. Das 1.466 ocorrências registradas, somente 117 responsáveis pelos assassinatos foram julgados, tendo sido condenados apenas 101 executores e 33 mandantes.

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) lançaram nota reproduzida a seguir:

Nota Sobre assassinato do companheiro Aluciano.

Nesta quarta- feira à noite, pistoleiros armam tocaia e matam Aluciano Ferreira dos Santos de 41 anos. Quando estava chegando para um programa de rádio, na rádio comunitária, na cidade de Brejo da Madre de Deus Agreste de Pernambuco.
Aluciano estava tentando refazer a sua vida em uma cidade distante de São Joaquim do Monte, onde em 2009 em um conflito de terra na fazenda Jabuticaba, foi preso junto com mais três companheiros acusado pelo assassinato de 4 pistoleiros, que invadiram o acampamento para cometer uma chacina.
Aluciano passou 8 anos preso injustamente, pois sempre defendeu que ele nunca atirou em ninguém e que mesmo os acampados que atiraram, foram para se defenderem do grupo de pistoleiro, contratados pela família Guedes, dono da fazenda Jabuticaba e para realizar despejo por conta própria. Os pistoleiros mortos pertenciam a uma quadrilha coordenada por João do Moto Táxi, que levava o terror, a serviço dos fazendeiros e empresários, na cidade e no campo da região. Em março de 2018 a justiça convoca júri popular para julgamento dos acusado do conflito da fazenda jabuticaba. Aluciano e os outros companheiros foram considerados inocentes e imediatamente libertados, para recomeçar a vida.
Preocupados, a direção do MST e a família de Aluciano, com a segurança dele e sua família, pois a família de João Moto taxi que morreu também no conflito vivia ameaçando vingança. Aluciano passou a viver na cidade de Brejo da Madre de Deus aguardando uma vaga para ser assentado da Reforma agrária ao mesmo tempo em que passou a ser pastor da igreja Assembleia de Deus, que se converteu durante os 8 anos de prisão.
Sobre o assassinato não sobra dúvida nenhuma que Aluciano foi assassinado a mando da Família Guedes e dos jagunços vinculada a família de João Moto Taxi, aproveitando o momento fértil em que o próprio governo declara, que a cada militante do MST morto, os policiais deveriam receber uma medalha de honra ao mérito, ao mesmo tempo que propõe mudanças no estatuto do desarmamento, propondo mudanças que facilitam fazendeiros e empresários ao porte e compras de armas, e criminalizam cada vez mais os que lutam pela Reforma Agrária e a sociedade organizadas.
Neste momento de tristeza vamos cuidar das coisas práticas: liberar o corpo do IML, fazer um sepultamento digno de um guerreiro, que entregou a sua vida em nome da causa da Reforma Agrária. E fortalecer nossos compromissos da defesa da vida e da liberdade. O Latifúndio impede que os camponeses possam ser livres e viver dignamente (Plenamente). Cobrar do governo que investigue e puna rigorosamente os assassinos de Aluciano e ao mesmo tempo em que proteja a vida das outras famílias que ainda mantêm acampamento na fazenda Jabuticaba que podem ser alvo fácil desta quadrilha de jagunços. Assim, consternados diante do assassinato, viemos cobrar das autoridades das secretarias: Secretaria Desenvolvimento Agrário, Secretaria da Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco a resolução e investigação do crime mencionado. De forma rápida e eficiente.
“O risco que corre o pau corre o machado.” Quem tem medo de formiga, não
acanha formigueiro.....”
06 de junho de 2019
Direção Estadual do MST



Fontes: Brasil de Fato/MST

quinta-feira, 6 de junho de 2019

CONFIRMADO: SÉRGIO MORO GRAMPEOU ILEGALMENTE DEFESA DE LULA

Imagem: Jornal de Brasília


A defesa do ex-presidente Lula já acusava: advogados do presidente tiveram seus telefones grampeados a mando do à época juiz Sergio Moro, o que é grave atentado ao direito de defesa. Determina o Estatuto da Advocacia, no seu artigo 7º, "a inviolabilidade de seu escritório ou local de trabalho, bem como de seus instrumentos de trabalho, de sua correspondência escrita, eletrônica, telefônica e telemática, desde que relativas ao exercício da advocacia". Isso pode anular todo o processo do tríplex do Guarujá que levou à condenação de Lula e também o do sítio de Atibaia.
A Polícia Federal grampeou escritório de advocacia que atendia ao presidente Lula. À época o ministro Teori Zavascki (morto em acidente) censurou o juiz Moro por isso que se desculpou alegando não saber se tratar o telefone de um escritório de advocacia.
No entanto as mais de 14 horas de gravação de ligações foram ouvidas e comentadas pela Polícia Federal e, o agora ministro, Sérgio Moro.
O advogado Pedro Henrique Viana Martinez afirma ter visto os relatórios na 13ª Vara Federal de Curitiba e que eles teriam sido usados na Lava Jato, o que torna todo o processo ilegal.

Fonte: Folha/Blog do Mello