sábado, 1 de fevereiro de 2020

QUEM É O PREFEITO MENEGUELLI E POR QUE O MUNICÍPIO DE COLATINA PASSOU A RECEBER ATENÇÃO DA MÍDIA? artigo de opinião por Daniel Filho

Imagens: reproduçãoNelas a demagogia característica dos que se dizemo "novo" na política


Desdes as manifestações de 2013, parte delas sequestrada pela narrativa da direita a clamar por “mudança”, que vimos nascer uma série de “ídolos dos pés de barro”: Aécio Neves, japônes da federal, Sérgio Moro, Bolsonaro foram apenas alguns dos “eleitos” salvadores da pátria que, em pouco tempo, foram pegos envolvidos em corrupção e, à exceção de Moro e Bolsonaro que ainda detêm um aparelhamento a garantir suas narrativas, foram descartados pela amnésia politiqueira nacional.
A mais nova figura política a bombardear as redes sociais como “exemplo” de “nova política” é o prefeito Sérgio Meneguelli (MDB), de Colatina, interior do Espírito Santo. A idolatria a sua figura já é tamanha que não faltam pedidos para que seja candidato à presidência da república em 2022.
Mas quem é ele e o que sua gestão tem de tão diferente?

QUAL É A REALIDADE DO MUNICÍPIO DE COLATINA?


Colatina é um município brasileiro no interior do estado do Espírito Santo. Sua população estimada em 2018 era de 121 580 habitantes.
A gestão da cidade além de não trazer absolutamente nada de novo, ainda passa por problemas sérios envolvendo obras paralisadas por falta de material, quatro anos consecutivos com queda em geração de emprego, calçadas e ruas esburacadas, escândalos de corrupção com irregularidades em processos licitatórios, nepotismo...enfim tudo que os que se apresentam como “novo” na política dizem abominar. Buscar conhecer a realidade da gestão é fácil, basta assistir e ler matérias da mídia local (links disponibilizados ao final do artigo).
Mas com tanta falhas como o prefeito conseguiu virar referência de político honesto e competente?

O NOVO NA POLÍTICA É VELHO

O prefeito se revelou melhor marqueteiro do que gestor e esse método fez escola. Sair às ruas pintando paredes e plantando mudas pela cidade enquanto posa para fotos da assessoria e muita “fake news” ajudaram a forjar o “novo mito” do “cidadão de bem” via redes sociais.
Uma das últimas falsas notícias repercutidas foi a de que o prefeito teria cancelado o carnaval para, com o dinheiro, construir abrigo para animais. Claro, a “notícia fofa” é mentira (mas ainda circula como verdade). O vídeo usado é antigo, quando em 2018 ele cancelou o carnaval alegando que o recurso seria usado para resolver problemas da saúde e educação (mas não resolveu).
A melhor estratégia dos incompetentes que almejam os benefícios de um cargo eletivo é pregar a anti-política. Gritar contra a corrupção, fazer discurso de  indignação aos serviços públicos sem apresentar proposta de como melhorar, atacar indiscriminadamente todos os agentes políticos e instituições democráticas do município, estado, país... Soma-se à receita um populismo fajuto e uma caridade perversa a usar imagem de doentes e necessitados fazem parte do marketing político pessoal da “nova política”. 
Uma vez eleitos, as práticas serão iguais ou piores que a que diziam combater e se idignar. O prefeito Sérgio Meneguelli é apenas mais um dos muito “salvadores da pátria” que de bons não têm absolutamente nada.

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2020...QUEM É O FALSO SALVADOR DA PÁTRIA DE SUA CIDADE?

É pouco provável que seu município já não tenha alguns desses personagens toscos que invadem seus aparelhos celulares e redes sociais fazendo muito barulho e nenhuma ação. O questionamento que não pode calar é: até quando o velho travestido de novo vai tomar conta da vida de sua comunidade?
A democracia não se encerra no dia do voto e não é feita transferindo responsabilidades ao que primeiro se apresentar como santo. As políticas sociais que irão fazer da sua cidade o lugar ideal para se viver é uma construção coletiva e gradativa.
Os que insistem que essa transformação é “apartidária”, “apolítica” e sem ideologia, estão apenas jogando fumaça a encobrir sua própria corrupção e seu modelo político predatório de destruição de direitos e anti-povo.



MATÉRIAS RELACIONADAS









5 comentários:

  1. Faz alguns anos que esses Prefeito ideal de gestor, pra mim é um gigante pé de barro. Muito bom ter uma matéria que ponha pelo menos a dúvida, pois já se consolidou como "exemplo" de boa gestão pública. Valeu pela matéria.

    ResponderExcluir
  2. Vou procurar me informar com fontes mais confiáveis, em um primeiro momento percebo que o prefeito está no minimo incomodando os poderosos da politica,esse aí, o prefeito,se é para se promover ou não, pelo menos põe a mão na massa,os outros,bom,os outros só aparecem nas ruas na época da caça ao voto,depois somem,como falei antes,vou procurar me informar.

    ResponderExcluir
  3. Pelo visto esse prefeito ta incomodando ...e como toda fonte e o G1 da globo...vou procurar outras fontes pq essa nao vale muito nao....

    ResponderExcluir
  4. Cidadão... No texto vc faz muitas denúncias sem apresentar provas...Me desculpe, sua credibilidade é zero. Vou te dizer só uma coisa: esse prefeito não é perfeito, e há sim vários problemas no município, como aliás há em todo o BRASIL. Mas é o melhor prefeito que o município já teve no último quarto de século. E sim, o carnaval de 2018 foi cancelado, e os R$ 200.000,00 que teriam sido gastos nisso foram alocados na construção de uma escola, no local onde eu nasci. Tal obra foi costurada em um acordo espúrio feito pela gestão anterior, do PT, que propôs dar o material e a comunidade a mão-de-obra. E obviamente o acordo não funcionou. A comunidade foi enganada. Após repercussão do caso na mídia, ele decidiu, em vista da baixa arrecadação da prefeitura, cancelar o simples carnaval que seria feito com recursos próprios do município e concluir um cavalo de tróia deixado pelo....PT. Vi a obra ser finalizada. Enfim, se querem desmoralizar alguém, comecem apresentando provas, fatos, depoimentos, imagens, e não apenas alegações infundadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as provas foram apresentadas e reproduzidas a partir da mídia local.
      Vale ressaltar que, aqui,se trata de "artigo de opinião" (muito bem embasado) e que é possível debater a partir de contra-argumentos em vez de, simplesmente, atacar quem pensa diferente.
      Cobra provas...mas não vi provas sobre recursos voltados para o carnaval serem alocados em escola (o que, se for verdade, se configura em improbidade..."pedala fiscal" que foi usado como base para impeachment, lembra?
      Enfim, em 2018 o carnaval fora suspenso sob alegação de se transferir recursos para a saúde (o que, repetimos, é errado)... Se há provas e suas fontes são mais confiáveis (com base em quê?) basta publicar.
      Gratos pela audiência.

      Excluir