terça-feira, 26 de julho de 2016

EU JOGO JUNTO – COLHENDO EM SOLO ARENOSO

Imagens: Acervo

A campanha iniciada pelo jovem estudante de Educação Física, Inglison Gomes de Andrade, com participação de Thiago Ferreira, apoiada pelo Blog Gota D’Água e apresentada à população na matéria que você pode (re)ler (clicando no link abaixo), já começa a colher frutos:


Petrolândia tem inúmeros potenciais esportivos que são desmotivados por falta de estrutura e apoio tanto do poder público quanto do privado.  Mas há focos de resistência. Graças ao empenho e ideal do projeto #EuJogoJunto o município de Petrolândia volta aos pódios em torneios diversos.

SUPERAÇÃO E CONQUISTA

O jovem Anderson Tiago (Escola de Referência em Ensino Médio Maria Cavalcanti Nunes), mais conhecido como “Andinho” participou de diversas competições estaduais e já sua evolução já é percebida por onde anda. Campeão das duas provas do campeonato pernambucano Caixa Sub18 (100 e 200 metros). 
Diminuiu seu tempo entre as competições disputadas. Fase estadual dos Jogos Escolares fez o tempo da corrida de 100 metros em 11.2. Na competição estadual Caixa Sub 18 fez 11.1. Na categoria 200 metros, nas mesmas competições, respectivamente, marcou 22.17 e 22.7.
Na competição para adultos da fase estadual da competição Caixa conquistou o segundo lugar nos 200 metros. Ficando também em segundo lugar na categoria 4x400 metros com revezamento.
Sua superação foi destaque e arrancou elogios de especialistas que acompanhavam as provas.
O jovem esportista Éricles (EREMMCN) precisou enfrentar a dor para conseguir sua superação. No torneio Caixa sub 18 competiu na categoria salto em distância. Os competidores têm direito a seis saltos, três destes são classificatórios. O jovem atleta teve a infelicidade de lesionar a coxa posterior já em seu primeiro salto. O resultado soava derrota trágica, mas foi consagradora: subiu ao pódio em terceiro lugar.
Os jovens Caio (EREMMCN) e Vanessa (Escola de Jatobá) também foram destaque na fase estadual dos jogos escolares. Caio ficou com o bronze na categoria arremesso de disco e Vanessa com o bronze em arremesso de peso.
Também estudante da EREMMCN, o estudante atleta, Weslley Gilberto, conquistou a medalha de prata na categoria 800 metros na fase estadual dos Jogos Escolares.
Cada uma dessas histórias mostra o quanto perdemos e o quanto ainda está por se descobrir de potencialidades em nosso município. Cada um desses jovens teve a oportunidade de conhecer na visão de um jovem a conversão da dificuldade em oportunidade. E, geralmente, histórias assim são usadas como principal argumento da “meritocracia”.
Aos jovens que sonham em se tornarem atletas e levar o nome de sua cidade mundo afora não deveria ter obstáculos postos pela incompetência de gerir políticas públicas sérias voltadas aos esportes. A eles só deveria caber obstáculos nas competições e não em seu meio social.
As oportunidades, tanto para os esportes quanto para as artes, deveriam ser ofertadas junto a uma boa educação de forma proporcional e igual para, assim, não caber ao indivíduo “a sorte de achar quem abrace a causa”.
Vida longa ao #EuJogoJunto e que a sensibilidade de nossos políticos, empresários e comerciantes estejam atentos à importância de se levar o nome de nossa cidade atrelada à história de vida de cada petrolandense.