quinta-feira, 28 de setembro de 2017

FAMÍLIAS DESPEJADAS

Imagens: Daniel Filho

Hoje (28), pela manhã, aconteceu a reintegração de posse do terreno no Mirante da Serrota que despeja dezenas de famílias. Entre 2013 e 2017 essa já é a segunda ação desse tipo que beneficia a especulação fundiária e mobiliária em detrimento à função social da terra.

O QUE COMPETE AOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO

Da Competência Art. 22 - Compete ao Poder Executivo, com a aprovação da Câmara Municipal, dispor sobre: I - lei de diretrizes gerais em matéria de política urbana;(...)
XIII - divisão territorial do Município, respeitadas as legislações federais e estaduais;”

Da política de habitação:
Art. 114 - O Município estabelecerá, de acordo com as diretrizes do plano diretor, programas destinados a facilitar o acesso da população de baixa renda à habitação, bem como melhoria das habitações, como condição essencial ao atendimento do princípio da função social da cidade.
Parágrafo Único - A ação do Município deverá orientar-se para:
I - executar programas de construção de moradias populares;
II - urbanizar, regularizar e titular as áreas ocupadas por populações de
baixa renda, passíveis de urbanização;(...)”

Art. 117 - As terras públicas, situadas no perímetro urbano, quando subutilizadas ou não-utilizadas, serão destinadas, prioritariamente, obedecido o plano diretor do Município, ao assentamento de população de baixa renda ou à implantação de equipamentos públicos ou comunitários e de polos industriais e comerciais das microempresas e empresas de pequeno porte.”

Quais dessas ações foram tomadas ou estão em andamento?

DESABAFO

O texto a seguir é o desabafo de uma jovem, filha de uma das lideranças da associação Ebenezer, que tem muito a dizer sobre o município de Petrolândia:

“Acordei hoje Indignada. Perdemos a luta contra o empresário Armando. Fico muito chateada em saber que todas aquelas, famílias, depois de meses e meses de luta voltam pra casa sem direito algum. Um homem tão cheio de dinheiro, faz questão por um pedaço de chão que as Pessoas queriam só pra ter um teto onde colocar seus filhos. Pra ele é fácil colocar máquinas pra derrubar os barracos destruindo as poucas coisas que aquelas pessoas tinham. Pra ele é fácil botar aquelas pessoas pra fora assim, pois ele nunca ouviu de um filho dele que estava com fome ou com frio. Nunca foi humilhado por morar "Às Custas" das pessoas ou até mesmo de aluguel. Ele nunca escutou de seus filhos um: 
"O que tem pra comer papai?", quando não tinha nada, pois o dinheiro que era pra comprar o pão deles teve que pagar o aluguel. Me parte o coração saber que essas pessoas só pensam em si mesmas, não pensam no próximo...
Só Deus sabe a dor que senti quando vi minha mãe triste por saber que tudo que ela plantou ali se perdeu. Seus pezinhos de plantas, a amizade entre todos naquela comunidade... Um homem que tem tanto, fazer questão de tão pouco. Hoje vejo todo o esforço da minha mãe e das outras pessoas jogados no lixo. Mas é assim mesmo. Tudo do jeito que Deus quer. Dias melhores virão. Muito decepcionada com toda essa injustiça”

video


MATÉRIAS RELACIONADAS:

A quem pertence Petrolândia?

Já começavam a produzir:

Resistência:

3 comentários:

  1. Eles tem terras,mansões,casas muitas riquezas ak na terra.mas um dia agente te no céu,força coragem,fé em DEUS

    ResponderExcluir
  2. Me questionando aqui de que lado a força da região atua?

    ResponderExcluir
  3. pra quer ir à igreja dar seus dismos pedir a Deus que líder saúde se vc só pessa em si mesmo pra quer ter riqueza se vc não tem fé apalavra mais bonita eu lhe digo de no que der mais deus estar vendo tudo cara vc tem filhos pence neles se não teve se nada hoje vc amando tem muito hoje olhe o dia da manhã.

    ResponderExcluir